Quando fui ao infinito.

Leiam interpretando uma cena em suas mentes.


Viajei ao infinito procurando por ela, mas quanto mais eu a procurava ela se escondia, e ela corria com o amor em suas mãos, e não adiantava, não importava o quanto eu gritasse, ela não voltava. Era tudo tão escuro e rápido, mau consegui enxergar. Quanto mais eu corria, mais sentia que ela se distanciava de mim. E eu dizia espera, esse é o meu amor.
E quando me deparei tudo travou, toda aquela velocidade me empurrando para trás parou! e me veio uma enorme luz que me cegou e com o tempo e vi o mais belo rosto em minha frente, e era de pele negra nessa hora ela segurou em minhas mãos e disse calma. Eu fechei o olho esqueci de todo o tempo e ela me beijou e foi ai que percebi que eu não só a tinha ganhado ali, mas como eu a ganhei para sempre, pois eu não estava em um mundo qualquer. Eu e ela estávamos no infinito!
Eu te guardo em meu coração Milca Regina!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que eu ouço?